TENDÊNCIAS DE MARKETING EM 2018

Para saber mais sobre tendências de marketing para o ano que vem, a chave é observar os consumidores. Conforme os consumidores estão mudando a maneira que as pessoas se comportam, as equipes de marketing e as empresas devem se adaptar a isso.

Nas seguintes oito tendências de marketing para 2018.

1. MARKETING DE CONTEÚDO: OMNICANAL E MARKETING MULTIFORMATO

Marketing de conteúdo continua a ser uma das chaves para transformar os visitantes em consumidores. Os consumidores estão à procura de informações em formatos diferentes e em diferentes canais ao mesmo tempo. Em 2018, nós veremos como as equipes de conteúdo vai integrar: designers, rádio, vídeo, redes sociais e outros formatos diferentes.

De acordo com o estudo do Relatório de Geração de Demanda, 47% dos consumidores viu 3-5 formas de conteúdo antes de iniciar um processo de compra.

Nós temos que investir em uma estratégia de multi-formato multicanal onde o mesmo conteúdo é apresentado em diferentes canais e formatos a fim de responder às diversas necessidades dos consumidores.

2. CUSTOMIZAÇÃO

Como já sabemos, o marketing de conteúdo é e será um dos eixos principais da estratégia de marketing em 2018, e para isto é preciso acrescentar: uma experiência personalizada para cada tipo de cliente em particular.

As empresas precisam se manter longe de um conteúdo fixo e avançar para o dinamismo que é sensível às características diferentes do consumidor, isto é, no sentido de um conteúdo inteligente.

3. SEO EM TODOS OS SEUS FORMATOS

Alinhar a sua estratégia SEO com sua estratégia de conteúdo é um dos melhores investimentos que você pode fazer para este ano novo. A chave é para otimizar o conteúdo em todos os formatos disponíveis: vídeos, imagens, redes sociais, etc. Você tem que investir em SEO, antes de criar conteúdos novos. Desta forma, você garante que você vai aumentar suas chances de conversão.

4. VÍDEOS 

De acordo com as estatísticas, em 2017, 90% de todo o conteúdo compartilhado pelos usuários em redes sociais foi em formato de vídeo. As marcas que não estão usando o vídeo como parte da sua estratégia de mídia social devem começar agora.

5. VÍDEO AO VIVO OU TRANSMISSÃO AO VIVO

Nas redes sociais, a transmissão ao vivo está ganhando muita relevância. De acordo com o Facebook, os usuários gastam 3 vezes mais tempo assistindo vídeos ao vivo do que vídeos que não são. Vídeos ao vivo são uma ótima oportunidade de aumentar a interação com seus clientes ou usuários, gerar valor adicional à sua marca e integrar novos formatos para a sua estratégia digital.

6. AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS INTERNOS

Se você trabalha com marketing seguro você usa algum tipo de software de automação para gerenciar publicações de mídias sociais, enviar e-mails ou acompanhar seus clientes potenciais.

Hoje em dia, todas as empresas devem ter um CRM que permite identificar oportunidades de negócios, gerar e-mails automáticos, agendar reuniões com clientes em um único clique, etc. Se você está perdendo tempo com atividades manuais é porque você não está fazendo algo certo, existem ferramentas para automatizar quase tudo.

7. INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Para muitas pessoas. As palavras inteligência artificial pode soar como algo de um filme futurista ou distante, embora você provavelmente já esteja a usando todos os dias. Se, por exemplo, você perguntar a Siri sobre o tempo, você já é um usuário de inteligência artificial. Embora isso possa ser considerado como algo do futuro, dentro dos próximos 12 meses, nós veremos um aumento na sua integração com a maioria das ferramentas que usamos diariamente.

8. CHATBOTS

Chatbots são um bom exemplo de como a automação terá um grande impacto sobre a maneira como você faz negócios neste ano. Os chatbots ou “assistentes virtuais” fornecem aos clientes respostas em tempo real a qualquer momento como um chat de suporte. Depois que o Facebook Messenger abriu sua API, muitas empresas começaram a testar essas ferramentas. Este assistente permite que você automatize tarefas repetitivas, para que as equipes de apoio ao cliente possam se concentrar em agregar valor.